Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Oh no! Books!

Livros, fotografia e viagens. (na verdade, é quase só livros)

Oh no! Books!

Livros, fotografia e viagens. (na verdade, é quase só livros)

20 livros para ler com o Kobo Plus

Agora que estamos no verão e começam as idas à praia ou as tardes preguiçosas no sofá, achei que seria simpático deixar-vos uma lista de livros que podem ler com o Kobo Plus (se não souberem o que é tenho mais informação aqui). 

Ainda não li a maioria, por isso não vos vou dar opinião, mas estão todos na minha lista de livros a ler. São quase todos em português, mas também têm alguns em inglês.

Tenham em conta que só estou a colocar um livro por autor mas, normalmente, têm sempre todos os livros do autor disponíveis. Também queria deixar a nota que os livros disponíveis vão mudando, por isso, esta lista está atualizada à data de hoje — por exemplo, antes os livros da Elena Ferrante estavam disponíveis e agora já não estão 🙁 

 

Espero que encontrem sugestões que vos agucem o apetite 💛

20 Livros para ler com o Kobo Plus.png

 

Livros incluídos na subscrição Kobo Plus

 

  1. A Coisa à Volta do Teu Pescoço, Chimamanda Ngozi Adichie — Doze histórias, doze heroínas memoráveis que lutam para conservar os seus valores. 4.24 no Goodreads. Em português.

 

  1. The Handmaid’s Tale, Margaret Atwood — Uma distopia onde as servas existem e o poder da liberdade desaparece. 4.12 no Goodreads. Em inglês.

 

  1. Invisível, Paul Auster — Quatro partes entrecruzadas, um poeta, um casal francês, três narradores e um triângulo amoroso. 3.69 no Goodreads. Em português.

 

  1. Where I Live Now - Stories 1993 . 1998, Lucia Berlin — Conjunto de contos que mergulham na condição humana e na felicidade que pode não ser real. 4.49 no Goodreads. Em inglês.

 

  1. Two serious Ladies, Jane Bowles — Duas mulheres sérias que querem mais da vida e que vão tentar encontrar-se, cada uma à sua maneira. 3.64 no Goodreads Em inglês.

 

  1. Pão de Açúcar, Afonso Reis Cabral — O relato do caso Gisberta que tenta trazer luz ao paradoxo de quem conforta para depois magoar. 3.84 no Goodreads. Em português.

 

  1. No início, Eram Dez…, Agatha Christie — Dez pessoas visitam uma ilha a pedido de um desconhecido, mas, um a um, vão sendo assassinados. 4.26 no Goodreads Em português.

 

  1. O Pintor debaixo do Lava-Loiças, Afonso Cruz — Uma história verídica que nos mostra que, às vezes, são as pequenas coisas que façam a diferença. 4.01 no Goodreads. Em português.

 

  1. O Som e a Fúria, William Faulkner — A tragédia da família Compson contada pelas vozes dos três irmãos. 3.86 no Goodreads. Em português.

 

  1. A Gorda, Isabela Figueiredo — A história de uma mulher, gorda, e dos desafios e dissabores que enfrenta na sua vida. 3.84 no Goodreads. Em português.

 

  1. A Noite de Todas as Almas, Deborah Harkness — Vampiros, bruxas e demónio. Uma historiadora que não tem outra hipótese senão aceitar o seu papel neste mundo fantástico. 4.0 no Goodreads. Em português.

 

  1. Interpreter of Maladies, Jhumpa Lahri — Um conjunto de histórias onde os protagonistas navegam entre a cultura indiana e o que se vive no resto do mundo. 4.16 no Goodreads. Em inglês.

 

  1. Passing, Nella Larsen — Duas mulheres, um retrato psicológico de conflitos raciais, do pânico, do medo e da vontade de aceitar a cultura. 3.91 no Goodreads. Em inglês

 

  1. Pachinko, Min Jin Lee — História que segue uma família coreana durante quatro gerações e que decorre na Coreia e no Japão. 4.28 no Goodreads. Em inglês.

 

  1. The Paper Menagerie, Ken Liu — Dezasseis histórias que misturam o mágico com o mundano e que, pelo caminho, ganharam os três principais prémios de ficção cientifica/fantasia.  4.56 no Goodreads. Em inglês.

 

  1. Kafka à Beira-Mar, Haruki Murakami — Gatos conversam com pessoas, cai peixe do céu. Um novo e um velho viajam em busca de algo. 4.13 no Goodreads Em português.

 

  1. 1984, George Orwell — Um mundo opressivo onde até as ideias são controladas. Winston Smith tenta alcançar a individualidade. 4.19 no Goodreads. Em português.

 

  1. O Nome do Vento, Patrick Rothfuss — Uma criança que se vai tornar no maior feiticeiro de sempre e o adulto que tenta distinguir a lenda da realidade. 4.51 no Goodreads. Em português. 

 

  1. Um Gentleman em Moscovo, Amor Towles — Um conde que, por causa de um poema que escreveu, é condenado a prisão domiciliária num hotel. 4.33 no Goodreads. Em português.

 

  1. María Antonieta, Stefan Zweig — A história de María Antonieta, uma mulher comum que revolucionou a corte francesa. 4.32 no Goodreads. Em português.

 

Se tiverem outras sugestões, partilhem, por favor — a minha TBR tem sempre espaço para crescer 😅 Comentários sobre livros desta lista também são bem-vindos 🤍

Opinião: O Mestre e Margarita — Mikhaíl Bulgákov

Peguei neste livro sem saber bem ao que ia. Sabia que era meio louco e que tinha bruxas e um gato falante. Depois descobri que tinha um baile do diabo, a história da crucificação de Jesus Nazaré, um manicómio sempre cheio e uma história de amor.

E isto é só a ponta do icebergue. 

O Mestre e  Margarita, Mikhaíl Bulgákov.jpeg

No meio de uma história com imensas histórias, temos muitas outras coisas. 

Temos exemplos do egoísmo e da ganância dos homens. Momentos onde percebemos que quem faz o bem também pode fazer o mal e que quem faz o mal também pode fazer o bem — afinal, o que é o bem e o que é o mal? Percebemos o valor da liberdade e percebemos também que conseguimos sempre seguir em frente, de uma maneira ou de outra. Percebemos também que são as histórias que perduram e que ninguém as pode verdadeiramente tirar de nós.

 

O Mestre e Margarita é uma sátira, uma comédia e um retrato. É tão rico e complexo que é muito mais do que uma coisa. Tem um ângulo cristão onde dissecamos o bem e o mal. Tem uma interpretação política onde apontamos as hipocrisias que no dia-a-dia fingimos não ver. Tem também uma visão do ser humano envolto em arte (e em falhas) onde percebemos o poder que a arte tem no nosso ser. 

 

É uma história(s) que, apesar de grande, se lê bem. A escrita é leve e divertida. Os acontecimentos são fantásticos (leia-se absurdos) e dei por mim muitas vezes a pensar “mas como é que ele se lembrou disto”. É uma abordagem diferente do que costumo ler, aqui usa-se fantasia e comédia para tocar em temas bem sérios.

 

Confesso que em alguns momentos tive dificuldades em saber quem é quem — coisa que me acontece sempre em romances russos com muitas personagens (e aqui há TANTAS). Como não me relaciono com os nomes, é difícil perceber quem é quem. Felizmente, o autor era também fã de identificar as pessoas pelas suas características, o que me permitiu sempre voltar a apanhar o fio à meada. 

 

Um livro que me fez comprar o livro físico depois de o ter lido em formato ebook. Li em inglês, mas resolvi comprar a tradução portuguesa — quero voltar a lê-lo, com mais calma, e voltar a visitar aquele mundo onde tudo acontece e onde tudo pode acontecer.

 

Já leram? Se leram em português, gostava muito de saber que tradução escolheram. Eu optei pela da Nina Guerra e do Filipe Guerra, mas gostava de saber a vossa opinião 💛

5 Livros para voltar a ler — Sugestões

Sei que, como eu, há muitos leitores por aí com dificuldade em voltar às leituras nestes tempos estranhos. Estamos fechados em casa, a repetir testes ao primeiro sintoma e pensar quando é que vamos voltar ao normal.

No meio deste cenário que não é normal, o que é normal é não sermos exatamente a pessoa que costumávamos ser. Ou porque damos prioridade a outras coisas ou porque temos a vontade, mas falta-nos a concentração. Falo por mim, que estive meses sem conseguir terminar um livro. Ainda hoje tenho uma pilha de uns oito livros junto à cama — são aqueles que comecei, mas que depois me perdi pelo meio.

Mais importante do que tudo é dar tempo ao tempo. É aceitar que temos direito a descansar, temos direito a não ter a concentração que já tivemos e temos o direito de estar o tempo que quisermos/precisarmos sem ler. Mas, para o caso de estarem com vontade de regressar às leituras, deixo-vos cinco sugestões.

Todos eles são livros fáceis de ler — essa foi a condição inicial. Depois, alguns podem ser positivos e com uma mensagem que nos faz acreditar no que está para vir, outros podem ser tão curiosos que precisamos de saber o que vem a seguir e outros ainda transportam-nos para um mundo bem mais simples que este — porque todos nós merecemos uma pausa.

Espero que algum destes seja aquele que procuram 💛

Livros para voltar a ler_Oh no Books.JPG

 

The House in the Cerulean Sea, T.J. Klune

Um funcionário público de 40 anos que percebe que nunca é tarde para mudar de vida e que está na hora de se aceitar a si mesmo e começar a viver. Podem ver a minha opinião no Instagram do Oh no! Books! Infelizmente, acho que não foi ainda publicado em português, mas quem gostar de ler em inglês tem uma história reconfortante à espera.

👉 Link Wook / Inglês (afiliado)

 

Circe, Madeline Miller

Para mim, a mitologia é sempre bem-vinda. Há qualquer coisa em deuses imperfeitos que me atrai e Circe é um excelente exemplar. Uma mulher que era diferente, mas que provou a si mesma o seu valor.

👉 Disponível em Português, link Wook (afiliado)

 

Piranesi, Susanna Clarke

Um dos meus livros preferidos de sempre. Com um toque de fantasia, é daqueles livros que cria um local onde gostamos de estar. É também bem mais do que aparenta.  Já escrevi sobre ele aqui no blog.

👉 Disponível em Português, link Wook (afiliado)

 

A Cosmology of monsters, Shaun Hamill

Um livro apresentado como "de horror", mas que de horror não tem nada. Tem monstros, sim, mas que não são assim tão assustadores. Uma história muito mais densa e rica do que estava à espera, mas que queremos acompanhar de perto. Também já escrevi sobre ele aqui no blog. Infelizmente, também não o encontrei em português.

👉 Link Wook / Inglês (afiliado)

 

Pan's Labyrinth, Guillermo Del Toro & Cornelia Funke

Para fãs de contos de fadas com um lado mais negro, o Labirinto do Fauno é baseado no filme com o mesmo nome (sim, o filme veio primeiro). Meio mágico, meio assustador, é uma viagem por um mundo encantado.

👉 Existe em português "O Labirinto do Fauno" na Fnac, por exemplo.

 

Espero que uma (ou mais) destas sugestões vos devolva o prazer da leitura 💛 Podem deixar mais sugestões ali nos comentários, são sempre bem-vindas. 💛