Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Oh no! Books!

Livros, fotografia e viagens. (na verdade, é quase só livros)

Oh no! Books!

Livros, fotografia e viagens. (na verdade, é quase só livros)

Opinião: Kazuo Ishiguro — Nunca Me Deixes

Passei por ele na Fnac e não me chamou a atenção -  confesso que não aprecio romances e o título "Não Me Deixes", foi mesmo isso que me recordou. No entanto, reparei que era do autor dos "Os Despojos Do Dia" que andava para ler e ao pesquisar um bocadinho, percebi que o título era só mesmo isso, um título. Assim, trouxe-o comigo para casa.

Kazuo Ishiguro Nunca Me Deixes.jpeg

Confesso que tenho dificuldades em partilhar convosco a minha opinião. Durante toda a leitura do livro oscilei entre adorar e depois pensar que afinal era só um livro médio. Andei nisto o livro todo e ainda agora estou. 

O que me atrai mais no livro é precisamente aquilo que não posso partilhar, é o tema que é também o factor surpresa. Este tema só nos é apresentado depois de termos avançado uma boas páginas (já não me lembro quantas, 100 talvez?) e, além de não estarmos à espera, apresenta uma realidade com a qual não nos é fácil identificar. Recomendo, vivamente, que não leiam opiniões que vos contem mais do que podem ler na sinopse (portuguesa), pois vai quebrar o "encanto" deste livro.

É um livro que, sim, fala de amor, mas também de traição, de conformismo, de indiferença, de perda e de quem somos enquanto sociedade.  

Se participarem em algum book club, esta será uma boa aposta, tenho a certeza de que haverá muito estimulo à boa discussão.

Só dei 3 estrelas a este livro, pois, apesar de ter gostado muito do tema e da forma com que foi abordado, a linguagem em si cansou-me um bocadinho. De qualquer das formas, continuo com o "Os Despojos Do Dia" na lista, pois quero conhecer mais do autor.

Se já o leram, por favor, partilhem a vossa opinião comigo :) 

Nota: 3/5

 Podem ler mais opiniões sobre livros aqui.

2 comentários

Comentar post